Escritor ou faz tudo? As 8 profissões do escritor

Postado em 20 de Janeiro | Por Letícia Black Comentários

É, faz tudo. Não adianta nem fugir, você tem que fazer de tudo um pouco.

Eu nem tô falando sobre, por exemplo, ter que estudar profissões, hobbies, gostos e costumes dos nossos personagens, estou falando sobre a carreira de escritor que é um acúmulo de funções. Em suma, quando você perceber, será um faz tudo.

Vamos listar algumas das funções?

1 – Escritor

Certamente, o ato de escrever, que já não é uma tarefa fácil, é a parte mais simples de todo o processo. O ato de escrever, que já é um “faz tudo”, já que você precisa dominar a língua, expressar sentimentos, descrever locais, sensações e ainda contar uma história linear que faça sentido, é só a ponta do iceberg.

2 – Revisor

Depois de escrever, a gente tem que cuidar do texto. Começa a cortar, faz tudo.  Sabe aquela palavrinha que você tanto gosta e repete a cada frase? Vai jogando ela fora, faz tudo. Vai, vai lá ler tudo com calma, olha só a cagada que você fez ali. Revisa direito, faz tudo. Tá vendo todas essas vírgulas fora do lugar? O que diabos você quis dizer com “ela sorriu com todos os dentes iluminados pela luz do sol das manhãs de primavera.” wtf? Dentes amarelos?

Terminou de cortar e revisar? Que tal fazer de novo, faz tudo? Seu livro tem que estar perfeito, revisar nunca é demais. Pode ir lá outra vez, faz tudo. Pague alguém pra fazer e revise a revisão. Manda seu melhor amigo revisar e revise a revisão revisada. Revise outra vez, revise sempre, faz tudo. Essa é só mais uma das funções que você precisa acumular.

pesquisando

3 – Pesquisador

Se você tava com preguiça na hora de escrever ou é daqueles que entra em um estado de quase transe quando escreve, você notou que fez merda no seu texto quando revisava ele, faz tudo. Principalmente se você estava escrevendo algo que não é do seu conhecimento total. É melhor você se acostumar com o fato de que o google é seu melhor amigo e que você vai passar boas horas lendo resultados de pesquisa e se preparar para um álibi caso a polícia bater na sua porta porque você pesquisou qual é a melhor forma de esconder um corpo.

4 – Designer

A necessidade de ser designer é uma das primeiras coisas que o escritor sente uma vez que começa a querer se exibir pelos sites de publicação ou nas redes sociais. Além disso, pra lançar um livro online ou mandar imprimir naquela gráfica marota, você tem que saber fazer capa e diagramação ou morrer em uma graninha em um bom designer pra isso. E você acha que para por aí? Você precisa de banners, imagens para facebook, instagram… Sorte que pra isso tem o Canvas e o Crello pra ajudar, né?

5 – Programador

Em algum momento da sua batalha, você vai esbarrar nessa barreira chamada programação. Você vai sentir necessidade de ter um blog, site ou página. Principalmente depois que perceber que todo escritor deve ter um site pra expor suas obras e suas ideias e é sempre legal ter landing pages como essa, essa ou essa.

6 – Vendedor

Se você resolveu publicar seus livros na Amazon ou alguma editora te crushou, eventualmente você vai precisar vender seu próprio livro. Nesse caso, sua vergonha vai ter que ficar pra trás, faz tudo. Entendo que não é nada fácil porque, normalmente, o livro é muito pessoal e se expor te coloca numa posição de vulnerabilidade. Mas, como você escolheu se publicar e provavelmente quer ser lido, esquece a vergonha. Você precisa aprender a escrever e falar bem sobre o seu livro. Assim sendo, criar discursos de venda, frases de venda, argumentar e identificar motivos pelos quais os leitores deveriam ler seu livro.

7 – Social Media

Leitores estão em todos os lugares e, mesmo que você não perceba, logo você vai estar com umas 50 redes sociais acumuladas. Uma vez que você criou, seus leitores esperam que você utilize. Faz tudo, tente se reunir em três ou quatro redes porque mais que isso é quase impossível manter-se produtivo. E aí crie conteúdo, mantenha-se ativo e converse com seus leitores.

8 – Marketeiro

HABEMUS REDES SOCIAIS. Já que estamos com elas, você vai precisar criar conteúdo e por que não criar conteúdo ao seu favor? Pois pode começar a fazer planos de marketing, agendar suas postagens e criar conteúdo criativo para fidelizar seus seguidores a ponto de, em algum momento, eles querem comprar e ler seus livros.

Cansou, né, faz tudo? Pois esse foi um resumo geral de uma boa parte das funções do escritor. Não é tudo, porém. Vira e mexe você vai acabar descobrindo que precisa editar vídeos, desenhar, fazer brindes, parceria, ter uma fucking agenda e outras coisas.

Mas, por enquanto, é só.

Gostou do matéria? Comente aqui o que achou e quais outras funções que você também tem costume de fazer!

Nenhum comentário em “Escritor ou faz tudo? As 8 profissões do escritor”