Livros lidos em Setembro
Postado em 1 de outubro | Por Letícia Black Comentários

Estou fazendo uma super maratona de leitura nesse final de ano por qualquer motivo. Na verdade, estava com saudade de ser só leitora e resolvi que a maior parte do meu tempo sem ser estudar e trabalhar seria focada na leitura por uns meses. Deixei a escrita um pouco de lado – escrevi um livro de quase mil páginas esse ano, eu mereço.

Então, eis o que li esse mês, com pequenos apontamentos. Como li apenas trilogias, vou falar no geral:

  • Trilogia Feios: Achei levemente fraca, porém divertida. Não tive muita identificação com a personagem principal, na verdade, e se tornou uma leitura um pouco massante no segundo livro, depois me envolvi um pouco e realmente gostei do terceiro, mas não o suficiente para ler o quarto, que na verdade era um spin-off. De qualquer forma, é uma boa história e achei as situações plausíveis, além da questão do vírus destrutivo ser MUITO interessante, e a forma com que os personagens vêem o passado e a nossa geração. Tiveram alguns momentos que me deixaram bem nervosa, sobretudo no terceiro livro, mas, no geral, eu não me envolvi tanto quanto gosto de me envolver em uma leitura. Recomendo apenas para o caso de você não ter nada pra fazer e gostar de distopias.
  • Trilogia do reino: Essa merda de trilogia infernal me tirou o sono e eu não fiz nada além de lê-la por dois ou três dias. Pra que internet? Quem precisa de comida? Desculpem os palavrões, mas, olha… No primeiro livro, achei que iria detestar, apesar de ser um dos livros que mais queria ler na minha lista e já terem me indicado algumas vezes. Acontece que o primeiro livro é levemente previsível. Você sente no seu âmago que é aquilo que vai acontecer – você já leu essa base de história antes, você sabe que é aquilo, e é mesmo. Não tem muita surpresa quando você descobre, você já sabia antes, embora não quisesse acreditar. E é aí que tudo vira de cabeça pra baixo: o segundo livro, O Rei Fugitivo, é de tirar o fôlego. Você fica sem chão na maior parte do tempo e desesperado pelo que vai acontecer. Esse vai entrar nos melhores do ano – e olha que li livros maravilhosos esse ano e ainda tenho alguns que eu sempre quis ler na lista. O terceiro segue muito bem o ritmo do segundo, é um pouco (só bem pouco) menos desesperador, mas tão envolvente quanto. Quanto ao principal, eu só digo que eu o seguiria para qualquer lugar, em qualquer situação. Que pessoa! Recomendo para qualquer ocasião, mas tenha tempo livre ou você pode enlouquecer.
  • Trilogia Fairewalker: Ta aí. Minha vida toda, evitei livros sobre fadas pra não influenciar as ideias que eu tinha na minha mente sobre meu
    próprio livro, e esse é o segundo que esbarro e leio esse ano (o primeiro foi a saga DarkFever, que atualmente é minha favorita). Achei semelhanças com DarkFever, bem de leves, e isso me prendeu ao livro imediatamente. Acho que posso ter elevado as expectativas, esperava algo mais elaborado e não foi exatamente assim. O livro é bom, de todo. Muito interessante e a personagem é uma menina adolescente bem espertinha. Acho que a diferença primordial do meu gosto entre esse, que considerei “mais ou menos” e DarkFever, que eu considero a FUCKING MELHOR SERIE AI MEU DEUS, é que a principal de Fairywalker tem 10 anos a menos que eu e é um livro mais juvenil, cujo os problemas dela já não são mais tão identificáveis com os meus, enquanto em DarkFever, ela tinha a minha idade, um ou dois anos mais nova, mas não me recordo exatamente, e os problemas, apesar dos dela serem um pouco fantásticos (rs), eram bem semelhantes aos meus. Recomendo pra quem gosta de garotos charmosos rodeando uma principal cheia de opiniões.
  • Trilogia Millenium: Segura o fôlego que essa aqui, apesar de não ser de nenhum gênero que esteja no topo dos meus preferidos, subiu de
    longe ao topo de meus livros favoritos, lá junto com DarkFever e Cia. Sempre quis ler Millenium, já tinha escutado falar super bem e, não, eu não vi o filme porque queria ler, eventualmente. Por algum motivo, nunca acrescentei aos meus livros no skoob e caiu no esquecimento, até uma leitora me indicar na semana passada. Comecei a ler e eu quero xingar uns cinco palavrões nesse momento pra definir o tamanho do amor que eu tô por essa trilogia. Ainda não terminei de ler o terceiro e não vou ler o quarto, mas não pelos motivos de Feios, mas por princípios meus. Bom, no geral, o começo do primeiro livro é chato. Um porre. Você acha que vai detestar e não vai entender nada. E aí, por volta da página 50, muitas coisas explodem na sua cara e começam a fazer sentido. E o livro percorre em redemoinhos de mistérios até o final de uma forma impecável. O segundo segue completamente envolvente e eu estou me odiando nesse exato momento por não estar terminando de ler o terceiro bem agora. Pois vou-me lá. Recomendo para qualquer pessoa que respire e não tenha problemas de coração.

Não sei fazer resenha e não tenho tempo de fazer livro por livro, mas espero criar o costume de falar sobre o que eu tiver lido no mês dessa forma, do meu jeitinho. Talvez ajude alguém a encontrar algo para ler. Só não esperem que eu faça isso todo mês porque eu não leio todos os meses do ano hahahaha Mas, eventualmente, duas ou três vezes por ano, tiro uns meses só para fazer isso. E, quando o fizer, virá sempre em quantidade. Esse mês, por exemplo, li 11 livros (Feios li mês passado, não conta!)

Minha lista pra outubro está um pouco maior, com 12 livros, duas trilogias e uma saga: Trilogia Reiniciados, Trilogia Estilhaça-me e Academia de Vampiros. Volto quando acabar com eles para contar o que achei!

Beijos rosados :*


Sobre o Autor

Letícia Black tem 25 anos e é natural do Rio de Janeiro. Viciada em livros e séries, escreve histórias desde cedo e se diverte muito com elas. Sonserina, Judd, Lannister, tributa, erudita, gleek ou simplesmente Leka. Autora orgulhosa dos livros Contos de Uma Fada e Garota de Domingo.



Nenhum comentário em “Livros lidos em Setembro”