Meu destinatário secreto

Postado em 8 de outubro | Por Letícia Black Comentários

Meu destinatário secreto, cartas para alguém que nunca direi quem.

Eu tinha uma adoração tão forte por você que acho que era apaixonada por ti e não sabia. Como poderia saber? Estava no meio da adolescência e não me conhecia; até hoje acho que não entendo todas as minhas nuances. Eu te admirava muito. Com tanta liberdade e jeito solto, sempre falando um pouco sobre tudo e com tantos conhecimentos aleatórios… Não foi surpresa alguma que logo nos aproximássemos.

Por um tempo, foram as flores. Nossos gostos eram semelhantes e começaram a se alinhar daquela forma que só melhores amigos na adolescência fazem; e a gente tinha uma pá de projetos, tempo para tudo e ainda conseguíamos estudar e tirar boas notas, o que não consigo entender até hoje.

Então vieram os espinhos. A gente era bem diferente, essa é a verdade, e não importava quantos gostos desenvolvessemos em conjunto, algumas peças não se encaixam nem com esforço. Eu fiz outras amizades e acho que acabei percebendo que não gostava de como a nossa dinâmica funcionava… E você… Sinceramente? Nunca entendi o que aconteceu com você. Uma hora era lava incandescente, correndo em círculos ao redor de mim com teus assuntos e amores, no outro era como um iceberg, que me congelava ao simples “oi”.

Com meu coração quebrado em mil pedacinhos, tive que te deixar ir.

Te deixei ir porque era melhor pra mim. Espero que tenha sido pra você, também.

Espero que teus sonhos tenham se realizado porque você tinha um monte deles.

Nenhum comentário em “Meu destinatário secreto”