Minha primeira bienal

Postado em 6 de outubro | Por Letícia Black Comentários

Tô fazendo #TBT na Terça sim porque é TBT e não TBQ #diferentona

E meu TBT vai ser sobre minha primeira bienal porque foi um perrengue. Pra começar: resolvi me fantasiar de fada, já que estava lançando a primeira obra que chamei de “livro”, o Contos de uma Fada. Eu andava pra lá e pra cá com meu vestidinho vermelho e asas tortas. Fiquei uma gracinha – até hoje tem gente que me chama de “fadinha” haha

O problema foi a expectativa, acho. Na minha cabeça, ser escritor era uma coisa totalmente diferente do que realmente era: ralação, quebra-quebra e um pouquinho de humilhação, também. Lembro que tinha que pegar 3/4 ônibus para chegar na bienal e acabei alugando um quartinho com uma amiga @marirscotti (que tinha uma luzinha veremlha que chamamos de quarto vermelho da dor hahahaha).

E que dor, viu? Dor nos pés, nas pernas, na bochecha… Tudo doída. Não podia ver um buraco pra sentar que tava sentando. Até hoje não compreendo como a @renata_ventura_escarlate consegue manter a pose.

Chorei. Algumas vezes. De dor, de cansaço, de frustração… Fui barrada em algumas portas que achei que iria passar… Normal, né?

Fiz muitos, muitos amigos. Encontrei pessoas, troquei carinho com os leitores e essa parte foi sensacional!

Só não foi tudo flores; teve foi muito espinho! A experiência, mesmo que com as coisas ruins, foi necessária para que eu viesse a ser a pessoa que sou hoje.

Nenhum comentário em “Minha primeira bienal”